Guia do Leitor: Um Livro…

Esta foi uma TAG criada pela maravilhosa Raposa do Blog, Raposa Literária, que aconselho visitar para notícias frescas sobre literatura e afins, no qual terei de escolher um livro diferente para diversas ocasiões. Vamos então começar pelas regras.

  1. Responda a tag inteira,
  2. Coloque o post em que foi indicado,
  3. Coloque a foto da capa do livro junto da sinopse,
  4. Indique 3 blogs.

Posto isto, vamos então começar a mergulhar nas categorias:

Um livro que te faz suspirar…

Suspirar pode também dar a indicação de um livro absurdamente aborrecido mas vamos pela positiva e escolher um romance… Ou algo parecido… Não sendo muito adepta de romances, prefiro histórias que fujam um pouco às regras fixas do romance e para evitar uma série, escolho Eleanor e Park de Rainbow Rowell. É um romance atípico com alguns tons mais cinzentos mas que enternece os corações mais congeladitos.

Sinopse:

Dois inadaptados. Um amor extraordinário.

Eleanor é uma miúda nova na escola, vinda de outra cidade. A sua vida familiar é um caos; sendo gorda e ruiva, e com a sua forma esquisita de se vestir, atrai a atenção de todos em seu redor, nem sempre pelos melhores motivos.
Park é um rapaz meio coreano. Não é propriamente popular, mas vestido de negro e sempre isolado na música através dos seus fones e livros, conseguiu tornar-se invisível. Tudo começa por ser diferente quando Park acede a que Eleanor se sente ao lado dele no autocarro da escola. A princípio nem sequer se falam, mas pouco a pouco começam por se envolver numa genuína relação de amizade e cumplicidade que mudará as suas vidas. E contra o mundo, o amor nasce. Porque o amor é um superpoder. (Tirado da Saída de Emergência)

Um livro para se ler na viagem…

Porquê ser desses cotas e escolher apenas um? Porque não levar uma série inteira? É entretenimento garantido para pelo menos doze horas. E hoje em dia com os Kindles e Apps torna-se mais fácil armazenar centenas de livros num pequeno aparelho. A minha escolha é a série do, sabem que sou obrigada a isso, Harry Potter. Isso mesmo! O pequeno feiticeiro que batalha as trevas e inspirou milhares de crianças a sonharem tem de estar presente nesta lista. Não digam que não sou vossa amiga! 😉

(E as novas capas são lindas! Quem me dera a mim poder começar agora a colecção só para juntá-las todas)

Sinopse:

Harry Potter não é um herói habitual. É apenas um miúdo magricela, míope e desajeitado com uma estranha cicatriz na testa. Estranha, de facto, porque afinal encerra misteriosos poderes que o distinguem do cinzento mundo dos muggles (os complicados humanos) e que irá fazer dele uma criança especialmente dotada para o universo da magia. Admitido na escola de Hogwarts onde se formam os mais famosos feiticeiros do mundo, Harry Potter irá viver todas as aventuras que a sua imaginação lhe irá proporcionar.

Harry Potter e a Pedra Filosofal é o primeiro livro de uma saga mágica, divertida, cheia de surpresas e perigos de arrepiar, que cresce com os seus protagonistas. (Retirado do site da Presença)

Um livro para um dia chuvoso…

Os dias de chuva são os que apetecem ficar na cama debaixo dos lençóis embalados pela melodia das gotas a baterem no vidro da janela. Estes dias pedem livros repletos de intriga, história, suspense e muito mais. Este livro é um representativo de um género mas sendo de um autor português, divulgo esse. 🙂

Sinopse:

A mensagem foi encontrada entre os papéis que um velho historiador deixara no Rio de Janeiro antes de morrer. MOLOC NINUNDIA OMASTOOS
Tomás Noronha, professor de História da Universidade Nova de Lisboa e perito em criptanálise e línguas antigas, foi contratado para descodificar esta estranha cifra. Mas o mistério que ela encerrava revelou estar para além da sua imaginação, lançando-o inesperadamente na pista do mais bem guardado segredo dos Descobrimentos: a verdadeira identidade e missão de Cristóvão Colombo. (Tirado do Goodreads)

Um livro para rir…

Os livros que nos fazem rir não precisam de muitas palavras para surtir efeito. Este livro é a prova disso. Pequeno, fácil de ler e com a capacidade de resumir milhares de palavras em quatro quadros de banda desenhada é ideal para uma boa gargalhada.

(p.s O meu preferido foi o do Hulk.)

Sinopse:

Este livro apresenta-nos as 99 séries de televisão mais famosas de sempre num formato divertido. Com um sentido de humor cativante e ilustrações sugestivas, faz-nos revisitar muitas das séries que marcaram as nossas vidas – Twin Peaks, Fama, Donas de Casa Desesperadas, Anatomia de Grey, Sexo e a Cidade são apenas algumas delas. São as versões «fast reading» em banda desenhada de cada uma destas obras e prometem proporcionar-lhe momentos de puro entretenimento. (Tirado da Presença)

Um livro para te fazer chorar…

E pronto, chegamos ao momento em que vou ser absolutamente previsível. Sim, gostei bastante deste livro, não tanto quanto pensei. E sim, chorei baba e ranho nos capítulos derradeiros. Não houve pacote de lenços que sobrevivesse à maldade de John Green. Pode ser que sejam mais fortes do que eu, afinal eu choro por tudo e por nada.7

Sinopse:

Apesar do milagre da medicina que fez diminuir o tumor que a atacara há alguns anos, Hazel nunca tinha conhecido outra situação que não a de doente terminal, sendo o capítulo final da sua vida parte integrante do seu diagnóstico. Mas com a chegada repentina ao Grupo de Apoio dos Miúdos com Cancro de uma atraente reviravolta de seu nome Augustus Waters, a história de Hazel vê-se agora prestes a ser completamente rescrita.

Perspicaz, arrojado, irreverente e cru, A Culpa é das Estrelas é a obra mais ambiciosa e comovente que o premiado autor John Green nos apresentou até hoje, explorando de maneira brilhante a aventura divertida, empolgante e trágica que é estar-se vivo e apaixonado.  (Tirado da Leia)

Um livro que você não consegue largar…

Esta categoria é um pouco confusa para mim porque desde que me apaixone por um livro não consigo parar de ler. Acho que vou colocar aqui uma livro que talvez não seja tão conhecido, já tem alguns anos que o li, mas que fiquei tão focada nele até que todo o mistério estivesse revelado. Um olhar diferente sobre uma figura controversa desde sempre.

Sinopse:

O Pecado de Darwin leva-nos à Inglaterra Vitoriana para nos revelar os segredos que rodeiam a vida e a obra do cientista britânico Charles Darwin, num romance que, além de combinar harmoniosamente factos históricos e ficção, responde a questões como: o que levou Darwin a formular a teoria da evolução? Porque demorou vinte e dois anos a publicar A Origem das Espécies?

Ao longo desta obra, Darnton reescreve a verdadeira história de Darwin, sob três perspectivas diferentes: a do próprio explorador enquanto jovem, a da sua filha Lizzie e a dos investigadores Hugh Kellem e Beth Dulcimer, cuja obsessão pelo naturalista (e um pelo outro) os leva muito além de uma mera investigação académica. Ao descobrirem os diários e as cartas de Lizzie, Hugh e Beth encontram um capítulo oculto da biografia de Darwin, que vai revelar inúmeros segredos, nos quais reside o nascimento da teoria da evolução.

Um livro do tipo cansativo…

O único livro que me levou dois anos a completar. Foi um tormento ler este livro. Fui com alguma esperança, numa altura em que Stephen King ainda se me apresentava como uma figura incontornável do terror mas depois de dois livros fracos que me fizeram rir, não é o objectivo gente, com o ridículo de situações desenvolvidas, acabei por desistir de King. Vão com cuidado para este livro… Não é bem o que parece.

Sinopse:

Não é à toa que cell (telemóvel) rima com hell (inferno)… Um de Outubro. Está uma tarde soalheira e Clayton Rydell caminha alegremente pela Boylston Street em Boston. A vida corre-lhe bem: acabou de assinar um contrato para a criação de um livro de banda desenhada. No entanto, tudo vai mudar muito rapidamente, quando uma explosão de energia transforma em máquinas assassinas todos aqueles que naquele preciso instante tinham um telemóvel encostado ao ouvido. (Tirado do Goodreads)

Um livro… What?

Eu considero-me uma leitora fácil de enganar quando me atiram muita coisa de repente à cara por isso é que adoro livros de mistério principalmente os bons. Este livro agarrou-me desde o primeiro minuto em que o li e conseguiu tirar-me do trilho certo com a sua escrita bem formulada. Experimentem por vocês mesmos. E fechem o palpite antes da página 300. (dica do GIP).

Sinopse:

Libby tinha sete anos quando a mãe e as duas irmãs foram assassinadas no «Sacrifício a Satanás de Kinnakee, no Kansas». Enquanto a família jazia agonizante, Libby fugiu da pequena casa da quinta onde viviam e mergulhou na neve gelada de janeiro. Perdeu alguns dedos das mãos e dos pés, mas sobreviveu e ficou célebre por testemunhar contra Ben, o irmão de quinze anos, que acusou de ser o assassino.
Passados vinte cinco anos, Ben encontra-se na prisão e Libby vive com o pouco dinheiro de um fundo criado por pessoas caridosas que há muito se esqueceram dela.
O Kill Club é uma macabra sociedade secreta obcecada por crimes extraordinários. Quando localizam Libby e lhe tentam sacar os pormenores do crime (provas que esperam vir a libertar Ben), Libby engendra um plano para lucrar com a sua história trágica. Por uma determinada maquia, estabelecerá contacto com os intervenientes daquela noite e contará as suas descobertas ao clube… e talvez venha a admitir que afinal o seu testemunho não era assim tão sólido.
À medida que a busca de Libby a leva de clubes de striptease manhosos no Missouri a vilas turísticas de Oklahoma agora abandonadas, a narrativa vai voltando atrás, à noite de 2 de janeiro de 1985. Os acontecimentos desse dia são recontados através da família de Libby, incluindo Ben, um miúdo solitário cuja raiva contra o pai indolente e pela quinta a cair aos pedaços o leva a uma amizade inquietante com a rapariga acabada de chegar à vila.
Peça a peça, a verdade inimaginável começa a vir ao de cima, e Libby dá por si no ponto onde começara: a fugir de um assassino. (Tirado da Wook)

Um livro que te faz pensar…

Nem penso duas vezes e incluo o, talvez, único livro que irei ler este mês. Toda a Luz Que Não Podemos Ver de Antony Doer é um retrato doloroso de um período negro e mórbido da história da humanidade contado da perspectiva de quem não chega a ser mais do que uma nota de rodapé nos livros de história.

Sinopse:

Marie-Laure é uma jovem cega que vive com o pai, o encarregado das chaves do Museu Nacional de História Natural em Paris. Quando as tropas de Hitler ocupam a França, pai e filha refugiam-se na cidade fortificada de Saint-Malo, levando com eles uma joia valiosíssima do museu, que carrega uma maldição. Werner Pfenning é um órfão alemão com um fascínio por rádios, talento que não passou despercebido à temida escola militar da Juventude Hitleriana. Seguindo o exército alemão por uma Europa em guerra, Werner chega a Saint-Malo na véspera do Dia D, onde, inevitavelmente, o seu destino se cruza com o de Marie-Laure, numa comovente combinação de amizade, inocência e humanidade num tempo de ódio e de trevas. (Tirado do Goodreads)

Um livro fofo…

E por fim chegamos à ultima categoria desta TAG. Ufa, esta foi grande, não? Sendo uma pessoa que apenas lê coisas bizarras, fofinho é algo raro na minha biblioteca mas acho que a compilação de contos do mundo de Harry Potter se assemelha a muitos dos contos de fadas que temos da nossa infância e é uma boa leitura para todas as idades. E é bastante fofinho ajudar quem mais precisa sendo que os lucros irão em parte para uma organização sem fundos lucrativos.

Sinopse:

Os Contos de Beedle o Bardo oferecem-nos cinco histórias de feitiçaria, cada uma com a sua magia muito própria, que prometem deliciar, divertir e até arrepiar os leitores.
Cada conto é acompanhado de notas da autoria do Professor Albus Dumbledore, que agradarão tanto a Muggles como a feiticeiros. O Professor reflecte sobre as questões morais levantadas nos contos, ao mesmo tempo que revela pequenos detalhes sobre a vida em Hogwarts.
Este é um livro mágico, único e intemporal, escritor e ilustrado por J.K. Rowling, autora da famosa série Harry Potter

Blogs Indicados!!

A Menina Que Plantava Sonhos

Catarina’s Public Diary 

Espero que tenham gostado e que tenham conseguido chegar ao fim desta enorme odisseia.

Que o Magnânimo GIP esteja convosco, L.T:Htlls

Advertisements

5 thoughts on “Guia do Leitor: Um Livro…

  1. Amei, amei, amei!!! ❤

    Eu estava muito curiosa pra saber suas respostas. Aii no tem como não citar algum livro do Harry, não é mesmo?

    Teve muitos livros que eu não conhecia (como o do Darwin e o Códex 632), vou procurar eles. Me interessei principalmente pelo Códex. 😉

    Parabéns pelas ótimas escolhas e por ter aceitado responder a tag. 😀

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s