1984, um olhar sobre 25 de Abril

A adaptação maravilhosa da obra de Orwell fez-me pensar a melhor forma de abordar, percebendo agora porque se trata, de uma das melhores obras distópicas de sempre. Mas então percebi que uma data importante veio e fez-me pensar…

Os dois reflectem-se mutuamente, como quando alguém se olha ao espelho e consegue ver-se a si mesmo, com todos as semelhanças e traços que os caracterizam.

1984.

Um mundo onde o Big Brother observa tudo o que cada indivíduo faz. Onde o culto de um líder ausente fomentado na captura e humilhação pública de traidores, a ameaça de uma guerra constante, sem fim, que cause a queda do regime do tirano benevolente traga a desgraça generalizada. Um regime com o sangue, lágrimas e pólvora como alicerces imundos.

A extracção da liberdade de pensar, sentir, no fundo ser humano, pela tortura horrenda que leva alguém ao extremo de se culpabilizar de algo que não fez para sobreviver.

 1974

Um país onde Salazar e a sua polícia de terror observa tudo e todos, tornando-se no monstro que aterroriza e que fomenta o medo de palavras pelas consequências que trazem. O culto de um líder que só se vê nas notícias oficiosas, as poucas que escapam ao marcador vermelho, os cartazes que o idolatram e espalham a meia informação de quão bom e benevolente o tirano é. Um regime com o sangue, lágrimas e pólvora como alicerces imundos.

A guerra das colónias, o orgulhosamente sós, o silêncio que consente ou a voz que é forçada a calar pelo exílio, tortura ou morte. A ignorância como bênção, os três “F”s como modo de vida e a pobreza do povo.

Portanto, realidades muito semelhantes… E é por isso que 1984 é uma obra prima, porque copia a realidade a um detalhe extremo e mostra o que todos preferem esquecer, chegando a proferir barbaridades como: “Era muito melhor quando Salazar estava no poder…”

Como as palavras o vento leva, fica a música, o supremo imortal como lembrança.

Que o Magnânimo GIP esteja convosco, L.T:Htlls

Advertisements

2 thoughts on “1984, um olhar sobre 25 de Abril

  1. Estava ontem mesmo falando com uma amiga sobre a genialidade de Orwell. Consegue fazer com que a ficção pareça mais real que a própria realidade.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s