[Dez14] Ciilvie

Big Hero 6

Síntese de Opinião:

-> Um filme que é sem dúvida a cara da Disney. Bem estruturado, com uma história animada e cheia de acção, sem nunca ser aborrecida que cativa tanto crianças como adultos, é eficaz. Um filme para toda a família que consegue arrancar algumas gargalhadas.

A partir daqui existem Spoilers.

Antes de mais nada, acho que a mentalidade do espectador é determinante para usufruir do filme. Ter a noção de que vão ver um filme feito para crianças e que é um filme leve de acção. Se tiverem isso em mente passarão um bom bocado. Não há nada a apontar em termos de animação e cinematografia, sendo um filme da Disney, ela é sempre excelente e por vezes é tão realista que algumas paisagem parecem-se com fotografias.

A San Frasokyo é uma mistura inteligente da cidade de São Francisco e de Tóquio que permite trazer ao grande ecrã um híbrido tão exímio que nem se questiona a sua mistura. Parecem ter nascido para andarem de mão dada e criarem novas dinâmicas interessantes. Embora muito disso seja trabalho da obra original e do trabalho da Marvel e do Stan Lee não podemos tirar o mérito da equipa ao trazê-lo para uma nova plataforma e a dar-lhe uma nova vida.

O duo de protagonistas funciona muito bem. Baymax é um robô cujo propósito é cuidar da saúde de seres humanos, uma criação do irmão de Hiro, que falece num acidente trágico. Com um aspecto amigável, um corpo branco, insuflável que lembra uma almofada fofa, Baymax chega num período conturbado da vida do protagonista e cria um tópico interessante na trama. A saúde é muito mais do que curar as feridas do corpo, é preciso também tratar da mente. O velho ditado de corpo são e mente sã. Embora de início seja apenas uma ferramenta de plot mais para a frente cria uma cena muito interessante de crescimento.

Hiro, após descobrir a identidade do vilão, quer vingar a morte do irmão a todo o custo mesmo que isso cause uma morte. Entrando em conflito com o objectivo de criação de Baymax, que se torna pouco cooperativo, Hiro é forçado a repensar as suas acções e a enfrentar-se a si mesmo no que é talvez o conflito mais profundo do filme. O pequeno jovem traquinas passa por um momento trágico que o torna amargurado e no meio do seu luto tem de crescer e perceber que o que pensava ser o melhor para si não era o que pensava. É um crescimento linear que o torna um bom motor da história.

O tema central é sem dúvida a vingança, apresentada com veracidade. É um sentimento vazio que nada trás aos que a procuram e que apenas consome a alma. A libertação de Hiro do rancor que guarda antes que o destrua é uma boa mensagem para o público alvo.

As outras personagens não ganham muito destaque mas cumprem o seu papel e são interessantes. Os heróis ajudam a acção e trazem algo ao ecrã. As cenas de acção são bem planeadas e têm um bom ritmo. A comédia é inteligente e provoca boas gargalhadas, melhor do que muitos filmes ditos de comédia fazem. O facto de trazer temas tão pesados logo de início mostra que por vezes fazer escolhas arriscadas compensa.

Momento Favorito:

Qualquer cena em que o Baymax aparecia. Ele é uma grande estrela neste filme e cria sempre boa comédia.

Momento Chave:

O dilema de Hiro e a revelação de imagens que Baymax gravou das experiências e melhoramentos que Tadashi foi fazendo gradualmente até Baymax ser um protótipo funcional. O relembrar da função do robô e a redenção de Hiro foi um bom momento.

Que o Magnânimo GIP esteja convosco,

L.T:Httls

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s